Entre em contato por email
Siga instagram e facebook

Para acompanhar o meu trabalho e/ou agendar consulta, preencha o formulário ao lado

Nome *
Nome

Rua Senador Dantas 117, 1723
Rio de Janeiro
Brasil

21964692449

Sou Psicólogo corporal, Acupunturista Somático e Facilitador de grupos. Nesse site você vai saber mais sobre meu trabalho, percurso profissional, as técnicas que utilizo em meus atendimentos e vários textos informativos dentro da área de saúde, bem estar e arte.

hans-peter-gauster-3y1zF4hIPCg-unsplash.jpg

Esquizoanálise

Dominação, Exploração, Mistificação

Bruno Cuiabano

O modo de produção capitalista atingiu o maior grau de extensão e de universalidade sobre o planeta. Igualmente a modernidade tem produzido uma ampla ordem de liberdade para seus integrantes com os avanços das ciências, das artes e das filosofias, suas redes de transmissão de saber e saber fazer.

Read More

História e Devir

Bruno Cuiabano

Para a esquizonálise a história pode ser entendida como em constante devir e transformação. O interesse da esquizoanálise é reconstruir o passado enquanto ele está vivo no presente, enquanto ele está atuante e pode determinar ou já é determinado pelo futuro.

Read More

Desejo e Produção

Bruno Cuiabano

O desejo na Esquizoanálise é definido por ressonância ou por uma reelaboração do conceito de desejo na psicanálise. O desejo é imanente a produção que é a mesma força que move o aspecto psíquico e o aspecto social. Força que tende a criar o novo, conexões insólitas.

Read More

A Psicanálise e o inconsciente

Bruno Cuiabano

A psicanálise históricamente foi uma das primeiras disciplinas e sistematizar um estudo do inconsciente e da força que anima essas instancia o desejo. Ela reconhece e define estruturalmente em suas bases teóricas a existência do psiquismo como um campo relativamente autônomo da realidade. Prescreve a existência de um sistema psíquico de caráter inconsciente que é causa de condutas e afetos.

Read More

O que é Esquizoanálise

Bruno Cuiabano

Deleuze e Guattari também apoiados na arte, na literatura e no discurso delirante constroem uma definição de desejo com sendo uma força imanente e produtiva, não fazendo parte somente do sistema psíquico. Não é uma força separada das que animam a vida social e natural. Desejo é produção e produção é desejo. Na medida do processo primário inventado por Freud, mas vai alem dessa definição.

Read More