Entre em contato por email
Siga instagram e facebook

Para acompanhar o meu trabalho e/ou agendar consulta, preencha o formulário ao lado

Nome *
Nome


Rio de Janeiro, RJ,
Brazil

21 96469 2449

Sou Psicólogo corporal, Acupunturista Somático e Facilitador de grupos. Nesse site você vai saber mais sobre meu trabalho, percurso profissional, as técnicas que utilizo em meus atendimentos e vários textos informativos dentro da área de saúde, bem estar e arte.

Blog

O contato improvisação - Dança em direção à vida

Bruno Cuiabano

É a dança única que surge do diálogo entre dois corpos ou mais, através de um vocabulário sensorial composto de toque, peso e contrapeso. Lida com elementos chaves que favorecem o movimento visando à improvisação consciente na relação entre corpos. As quedas e sustentações favorecem ao corpo o conhecimento sobre seus limites, seus espaços, suas superfícies, suas alavancas, pontos de apoio e flexibilidade. Também possibilita a descoberta de outros ritmos, entre lentidões e velocidades. é potencialmente uma ferramenta de autoconhecimento e uma prática pioneira também na quebra de paradigmas de gênero, já que tanto o homem quanto a mulher podem liderar o movimento.O contato improvisação favorece o cuidado, a escuta e a observação das relações por meio da observação, da atenção e aceitação do outro e de si. Movimentos mais livres e justos através de um caminhar juntos que é também um jogo de perguntas e respostas.

É necessário que os participantes estejam concentrados tanto no ambiente quanto dentro de seus corpos buscando um estado de presença, que na arte e na terapia é visto como um estado pleno em que as afetações e percepções ficam mais ampliadas. 

O contato improvisação trabalha aspectos profundos do ser na medida em que amplia a relação de limites e possibilidades entre os corpos. É importante lidar com incertezas para agir na hora certa e esperar quando for preciso. Elaborar pontos de consciência que proporcionam uma relação rica com o outro. Os movimentos que surgem lidam com a inércia, o desequilíbrio e o inesperado. O que acontece de comum no “palco” e na vida.